Quem é você: O juiz ou a agente de trânsito?

O que o caso da agente da Lei Seca e do juiz João Carlos e a lição da Escola Sabatina dessa semana têm em comum?

Acompanhe a leitura e descubra

Há alguns dias o país entrou em verdadeiro estado de revolta e perplexidade ao saber do caso da agente de trânsito Luciana Tamburini. Para quem não ficou sabendo do caso, em uma noite de fevereiro de 2011, policiais que faziam uma blitz da Lei Seca pararam um carro  sem placa. Os policiais fizeram os procedimentos de praxe. O motorista, o juiz de direito João Carlos Corrêa, estava sem a carteira de habilitação, mas no teste do bafômetro ficou provado que não ingerira álcool. Como o carro e seu condutor trafegavam ilegalmente, os policiais aplicaram a multa devida e iam rebocar o veículo para o depósito, quando o motorista disse que era juiz de direito e que o carro não poderia ser levado. O jovem policial foi até a agente Luciana Tamburini, chefe da blitz, que prontamente disse ao militar: “Ele pode ser juiz, mas juiz não é Deus. Apreendam o carro”. O juiz ouviu o que Luciana dissera e deu-lhe voz de prisão, exigindo que a mesma entrasse no carro da polícia para ser autuada na delegacia. A jovem recusou-se a cumprir a ordem do juiz, mas todos foram parar na delegacia. (Fonte: G1, clique aqui para saber mais sobre o caso).

Continuar lendo