A Classe dos Excluídos

De vez em sempre recebo pedido de cristãos de natureza muito ofensiva, pedem que eu faça textos para reprovar a conduta de ateus, rebater seus argumentos; pedem para expor o erro da conduta homossexual e chamá-los mais uma vez de abominação;
pedem para eu reprovar um subordem de castas, que, na cabeça deles, estão perdidos automaticamente e sem chance de mudança.

Como se ateus, prostituas, homossexuais e drogados já tivessem ido tão longe que o caminho de volta seja praticamente impensável. São assim colocados como uma classe excluída, que não merece nossa atenção (nem mesmo no local que chamamos de hospital espiritual, a igreja).

Continuar lendo