Criados para as boas obras

Conheci o meu esposo pela internet, através do finado Orkut. Morávamos há cerca de 1.500km de distância, e começamos a namorar quando ainda tudo o que tínhamos era o contato virtual. Naquela época não havia Whatsaap, e nem mesmo uma série de facilidades que possuímos hoje. O fato é que comprávamos créditos nas promoções que surgiam, e assim ele me enviava dezenas de mensagens de celular por dia. Para me pedir em namoro, ele precisou utilizar 3 telefones públicos diferentes [é, a situação não era tão cômoda como hoje, {risos}, mas esta história fica para outro dia]. Depois, ele deixou família e amigos em sua terra natal para morar em minha cidade. Mudou-se para lá com apenas uma mochila nas costas, deixando para trás o que tinha de bens materiais também. Somos casados a pouco mais de 7 anos, e este ano completaremos 10 anos de namoro. Em todos estes anos, ele nunca me deu flores. Este ano, nasceu o Ben, nosso filhinho (de quem ele já falou aqui, há algumas semanas atrás). Por algumas vezes, após o almoço ou no meio da manhã, ouvi Marquinhos me dizer “meu bem, vá dormir que eu cuido dele”. Continuar lendo

Portadores de Esperança – Comentário jovem sobre a Lição da Escola Sabatina

“Todos podem ser grandes porque todos podem servir.” (Martin Luther King)

“Somente uma vida dedicada a outros é uma vida que vale a pena ser vivida.” (Albert Einstein)

“Ninguém cometeu erro maior do que aquele que nada fez porque só podia fazer pouco.” (Edmund Burke)

A lição desta semana traz a nós conceitos importantes e relevantes para a nossa caminhada cristã. No título “Justiça e Misericórdia” vemos duas características fundamentais que nos revelam a grandeza do caráter de Deus e a base de Seu trono.

No hebraico, praticar a justiça (hebr. tsedâqâh) é dar ao outro aquilo a que ele tem direito de forma que nada lhe falte, seja isto comida, roupas, dinheiro ou até mesmo trabalho. Deus nos chama a andar em justiça e retidão (Gn 18:19) porque Ele mesmo é justo. “Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor”. Jeremias 9:24. Podemos ver a justiça e a misericórdia de Deus no seguinte trecho da inspirada escritora: Continuar lendo

Um Reino cuja base é o Amor

“Toda autoridade me foi dada no céu e na terra” Mt 28:18.

Meu filho caçula tem apenas 5 meses. Quem tem mais autoridade aqui em casa? Eu ou ele?

Essa pode ser uma pergunta aparentemente boba, mas eu creio que ela tem implicações profundas.

Segundo o dicionário online de português (http://www.dicio.com.br/autoridade/) a primeira definição de autoridade é:

s.f. Direito que determina o poder para ordenar; poder exercido para fazer com que (alguém) obedeça.

Guarde em mente o seguinte trecho Continuar lendo

Contagem regressiva!

O ministério de Cristo estava chegando ao fim. A última semana estava agora perante Ele. Finalmente, a semente prometida havia chegado, o Rei viera ao seu reino. Porém, ainda que há mais de quinhentos anos antes desse acontecimento o profeta Zacarias já houvesse profetizado esse momento, os líderes judeus e o povo esperavam um messias diferente do qual lhes fora dado, haviam perdido de vista o verdadeiro significado das profecias messiânicas; e cegados pelo orgulho farisaico, pela maldade e inveja não puderam discernir a verdade e esperaram um salvador criado a semelhança de suas imaginações.

Vamos ler o que o profeta disse e comparar com os últimos eventos dessa semana:

Continuar lendo

Como Laís Souza nos ensina sobre vontade – COMENTÁRIO JOVEM SOBRE A LIÇÃO DA ESCOLA SABATINA

Nos últimos dias, um vídeo da ex-ginásta e esquiadora, Laís Souza, movimentando o braço, foi rapidamente compartilhado pelas mídias digitais e muitos comentários de incentivo e motivação foram dados a ela. Para quem não sabe, há um pouco mais de dois anos, durante os treinos para a prova de esqui aéreo nos jogos olímpicos de inverno em janeiro de 2014, Laís se acidentou gravemente ao se chocar com uma árvore, ficando tetraplégica. Em janeiro deste ano, o Globo Esporte fez uma entrevista com ex-atleta perguntando sobre seus objetivos e sonhos e a resposta foi: “Meu objetivo é andar. Agora, a velocidade com que isso vai acontecer, não tenho como dizer. Tem que ir no dia a dia e tentar não desistir, porque sei que é um problema que vai ser lento para ser resolvido. Tem que ir indo e lutando. Vejo pessoas que estão na cadeira e não fazem nada para sair; não saem de casa, não tentam fazer diferente. Eu quero fazer diferente! Quero voltar a andar. Que seja mexer os braços! É o mínimo que espero”.

Eu gosto muito de fazer analogias, comparar situações diferentes. Então, convido você a pensar junto comigo sobre como a garra e a força de vontade de vencer as consequências de um acidente tem tudo a ver com a lição da escola sabatina (guia de estudo da Bíblia semanal da igreja adventista do sétimo dia) desta semana.

Vamos pensar juntos?

Continuar lendo

Para ver Sua face!

A transfiguração de Jesus é polêmica. Não é de hoje que as denominações cristãs discutem para quê serviu, onde aconteceu, como foi, quando se deu e por que Deus enviou Moisés e Elias para falaram com Jesus. (No meio adventista sempre tem alguém que pergunta por que Enoque não apareceu também).

As explicações são várias: para alguns foi tudo uma visão, para outros eram as almas dos profetas aparecendo, talvez tenha sido no monte Horebe, eles possivelmente apareceram para motivar Jesus, etc.

A despeito da controvérsia sobre esses pontos, e dos raciocínios argutos para nos convencer de uma posição em particular, posso tecer as seguintes considerações universais:

Continuar lendo