Escolhidos

 

As epístolas de Pedro possuem um significado todo especial para nós que vivemos no tempo do fim (1 Pedro 1:5). Suas epístolas assumem um tom pastoral, de acordo com a ordem recebida de Cristo (João 21:15). Nelas encontramos conselhos sobre casamento, modéstia, deveres para com as autoridades civis, estilo de vida, conselhos aos jovens… Enfim, como um pastor deve cuidar de cada área vital de sua igreja, assim Pedro admoestou e aconselhou o corpo de crentes espalhados pela Ásia Menor.

O apóstolo inicia sua segunda carta afirmando que os seus leitores eram eleitos. A palavra “eleito” vem do grego ekletoi, literalmente, “os escolhidos”. Sobre isso, Cristo fez uma distinção em Mateus 22:14, vejamos: Continuar lendo

Criados para as boas obras

Conheci o meu esposo pela internet, através do finado Orkut. Morávamos há cerca de 1.500km de distância, e começamos a namorar quando ainda tudo o que tínhamos era o contato virtual. Naquela época não havia Whatsaap, e nem mesmo uma série de facilidades que possuímos hoje. O fato é que comprávamos créditos nas promoções que surgiam, e assim ele me enviava dezenas de mensagens de celular por dia. Para me pedir em namoro, ele precisou utilizar 3 telefones públicos diferentes [é, a situação não era tão cômoda como hoje, {risos}, mas esta história fica para outro dia]. Depois, ele deixou família e amigos em sua terra natal para morar em minha cidade. Mudou-se para lá com apenas uma mochila nas costas, deixando para trás o que tinha de bens materiais também. Somos casados a pouco mais de 7 anos, e este ano completaremos 10 anos de namoro. Em todos estes anos, ele nunca me deu flores. Este ano, nasceu o Ben, nosso filhinho (de quem ele já falou aqui, há algumas semanas atrás). Por algumas vezes, após o almoço ou no meio da manhã, ouvi Marquinhos me dizer “meu bem, vá dormir que eu cuido dele”. Continuar lendo

A voz do povo é a voz de Deus?

Falaremos de política partidária. Desta vez, porém, iremos nos concentrar em um ponto que talvez tenha sido despercebido por muitos cristãos: a falta de elegância e cristianismo prático que muitos têm demonstrado em suas redes sociais.

Ultimamente na minha timeline do Facebook, houve uma invasão de memes nada respeitosos e palavras como “presidanta”, covarde, ladrão e até mesmo outras de baixo calão. Pessoas insatisfeitas com a atual situação política do país não só escondem suas opiniões a respeito de algumas personalidades políticas, mas também escolhem fazer isso da pior maneira possível: publicações de vídeos, textos e fotos que em nada contribuem para a melhoria da nação. Em vez disso, esses cidadãos promovem a revolta, a chacota, o desrespeito, a humilhação e a zombaria, exaltando os nervos de muitas pessoas. Suas palavras, muitas vezes, são um “cheiro de morte para a morte”, ao invés de exalarem o bom perfume de Cristo. Continuar lendo

Anel de casamento: uma pergunta e um apelo

                                                             pedido-de-casamento-o-que-dizer
A surpresa montada, talvez em um ato público ou privado, a família feliz, os amigos/cupidos com o sentimento de missão cumprida e Deus vendo seu plano original sendo realizado.

“Quer casar comigo?”. Essa frase revoluciona a vida de um casal. O rapaz ajoelhado aos pés da noiva em potencial, o coração acelerado da bela moça e a expectativa da resposta quase que óbvia ao pedido inusitado: Sim! (Na maioria dos casos)

Todos comemoram, o momento geralmente é selado por um beijo, felicidade transborda aos corações, finalmente o processo de autoexame chamado namoro teoricamente termina e dá espaço a um nível diferente, o noivado. Agora estamos na reta final para um suposto casamento que será ricamente abençoado por Deus.

Ah, espera, estou esquecendo um pequeno detalhe, literalmente pequeno.

Continuar lendo

Capítulo de Hoje: Êxodo 33

Boa sexta-feira a todos! Espero que tenham passado bem a noite! Vamos continuar a leitura e reflexão da Bíblia? Então vamos lá!

Deus ordena a Moisés e ao povo que ambos devem partir. Ir para a terra que Deus tinha prometido à Abraão. Deus foi fiel em tudo o que prometera, embora o povo tivesse cometido tamanho pecado (ver Ex 32). Muito embora Deus não force a Sua presença conosco. Por misericórdia, Ele nos dá espaço para tomarmos nossas próprias decisões.

Continuar lendo

Eu amo o homossexual como a mim mesmo!?

Nas últimas semanas o confronto nas redes sociais entre homossexuais e cristãos está tendo maiores repercussões devido a passeata dos LGBTs somado a revolta contra o comercial da O boticário por alguns religiosos. Essa luta tomou maior força por causa de uma multidão que resolveu “sair do armário”. E não são os gays. São pessoas que decidiram se posicionar tanto de um lado, quanto do outro.

Continuar lendo

Adoradores… de verdade

Adoração tem se tornado um tema muito polêmico.

Aliás, polêmico, controverso e, muitas vezes, evitado talvez sejam adjetivos mais abrangentes para caracterizar esse assunto. Mas isso não deveria ser uma grande surpresa para os adventistas, pois sabe-se que a adoração encontra-se no centro do grande conflito pelo qual passamos. O que torna-se surpreendente, pelo menos para mim, é que tal conceito tenha sido tão relativizado entre nosso povo, e até banalizado por alguns.

Para uns, adoração é bater palmas, levantar as mãos (em oração para alcançar o trono e lá lá lá, #QuemLêEntenda), expressar fisionomias  de choro ou de dor, repetir várias e várias vezes a mesma frase, pular (transe!?), etc. Para outros, adorar é apenas ir à igreja no Sábado pela manhã, entregar os dízimos (ofertas pra quê né!?), participar de todo o ritual litúrgico, e pronto! Não precisa fazer mais nada. No entanto, o que faz haver essa grande diferença de ideias é que, para a grande maioria, o que importa mesmo são o coração e a sinceridade do adorador, logo, formas e formalidade são dispensáveis e relativas.

Mas, será que deveria ser mesmo assim? Será que apenas a sinceridade do coração humano basta como senso de certo e errado no quesito adoração?
Continuar lendo

Como fazer o melhor anime de todos!

Pegue uma classe de pessoas, uma raça, uma profissão, um clã, uma subordem renegada, uma tribo, ou qualquer outro termo que você queira explorar na série, esse é o começo de seu enredo. Até antes de pensar nos personagens, você pode escolher um grande evento dessa ficção que ocorreu e dividiu tudo em antes e depois dessa coisa (pode ser uma guerra épica, um acidente de proporções colossais, uma invasão, uma revolta da “resistência” ou mesmo a ascensão de um grupo político suspeito). Isso gera na mente dos que estão acompanhando muitas e muitas teorias sobre esse evento.

Continuar lendo

Cristãos e esportes combinam? Parte II- Afinal, qual é o problema dos esport

Queremos começar pedindo desculpa pela demora de se postar esta segunda parte, esperamos que o tempo tenha pelo menos feito com que seu interesse pelo assunto tenha aumentado! Hoje nós vamos dar uma parada na análise histórica da primeira parte para nos deter em orientações bíblicas, mais tarde retornaremos para história de Avondale (que você com certeza leu na Parte I). 

 Vamos então direto ao assunto! Continuar lendo