Breve estudo sobre a doutrina do pecado – uma tréplica a Leandro Quadros

Este texto é a continuação de um debate entre nossa equipe e Leandro Quadros. Neste artigo, abordaremos os seguintes assuntos:

a) O conteúdo dos vídeos de Leandro Quadros em que comenta a questão do sétimo mandamento e sua resposta a nosso texto;

b) O debate sobre a definição de pecado e a Lei de Deus;

c) Análise dos textos de I Jo 1:8 e 10; I Jo 3:6-9;

d) Análise de Romanos 7;

e) Textos de Ellen White sobre hamartiologia.

Como este debate começou?

Ano passado, Leandro Quadros publicou um vídeo acerca do uso de transporte público aos sábados [chamaremos esse vídeo de “vídeo 1”]. Por motivos que desconhecemos, ele considerou que seria proveitoso ilustrar essa situação com o que ocorre com o adultério, momento em que ele disse as seguintes palavras:

Continuar lendo

Já se ouve o estrondo!

Ao contemplar o magnificente templo de Jerusalém, juntos com os discípulos e estes a falar de sua beleza, Cristo lança uma profecia, com dor no coração, pois uma nação inteira seria condenada. Eles viveriam sob o governo do rei que escolheram para si, Satanás, e esta se tornaria em breve sua realidade.

“Vocês estão vendo tudo isto? “, perguntou ele. “Eu lhes garanto que não ficará aqui pedra sobre pedra; serão todas derrubadas” Mateus 24:2

Sabendo da limitação deles, Jesus mistura a descrição da profecia da destruição de Jerusalém junto com a descrição dos últimos dias. Com certeza, ambas tem uma ligação muito grande. No evangelho de  Lucas, Jesus enuncia um meio de escape para todos aqueles que acreditassem em Sua profecia: “Quando virem Jerusalém rodeada de exércitos… fujam…” Lucas 21:20-22

Profecias não são alardes inúteis, são sinais do que vai acontecer, para que quando chegar a hora, saibamos como escapar dos terríveis acontecimentos. Se temos uma visão de que não devemos estudá-las para não sofrer, se mentimos ao fingir desconhecimento delas ou as ignoramos voluntariamente, já estamos assinando nosso destino. Assim aconteceu com Noé e a profecia do dilúvio, Moisés e o anjo destruidor, Jeremias e a destruição de Jerusalém, Jesus e a segunda destruição de Jerusalém, e não será diferente conosco e o “tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até aquele tempo” Daniel 12:21 Continuar lendo